O VIAJANTE E A SORTE

Um viajante, exausto de cansaço após uma longa viagem, deitou-se à beira de um poço profundo e adormeceu.

Ele estava perto de cair, quando a dama Sorte apareceu e o tocou no ombro, ela disse:

- "Acorde bom senhor! É melhor se afastar do poço, se você tivesse caído, não culpariam a sua tolice, mas culpariam a mim, a Sorte."

Moral da história: Nem sempre a sorte é responsável pelo seu destino, o seu comportamento influencia.

Plano de assinatura do Kindle