O PASTOR DE CABRAS E AS CABRAS SELVAGENS

Um pastor estava cuidando de suas cabras na pastagem quando viu uma série de cabras selvagens se aproximando e se misturando com seu rebanho.

No final do dia, ele os levou para casa e os colocou todos juntos no curral. No dia seguinte, o tempo estava tão ruim que ele não podia levá-los para fora como de costume, então ele os manteve em casa no curral e os alimentou lá.

Ele só dava comida suficiente a suas próprias cabras para que não passassem fome, mas dava às cabras selvagens o máximo que elas podiam comer e mais, pois ele estava muito ansioso para que elas ficassem, achava que se as alimentasse bem, elas não iriam querer deixá-lo.

Quando o tempo melhorou, ele os levou a todos para pastar novamente, mas logo que chegaram perto das colinas, as cabras selvagens se separaram do rebanho e se dispersaram.

O pastor ficou muito bravo com isso e os ofendeu grandemente por sua ingratidão, ele gritava:

- "Malandros! Decidem fugir assim depois da maneira como os tratei."

Ao ouvir isto, um deles se virou e disse:

- "Ah, sim, você nos tratou bem, de fato, foi isso que nos colocou em guarda. Se você trata os recém-chegados como nós muito melhor do que seu próprio rebanho, é mais do que provável que se outro grupo de cabras estranhas se juntar ao seu, nós seriamos negligenciados em favor destes últimos chegados."

Moral da história: Não trate mal seus companheiros para conseguir novos.

Plano de assinatura do Kindle