O MACACO E O GOLFINHO

Quando as pessoas faziam uma viagem, muitas vezes levavam consigo cachorros de colo ou macacos como animais de estimação para passar o tempo. Havia um homem que estava voltando do Leste para Atenas tinha um macaco de estimação a bordo com ele.

Ao se aproximarem da costa da Ática, uma grande tempestade os atingiu, fazendo o navio virar. Todos a bordo foram jogados na água, tentando o máximo para não se afogar, incluindo o macaco. Um golfinho o viu, pensando que fosse um homem, carregou o macaco nas costas e começou a nadar em direção à costa.

Quando eles chegaram perto do Pireu, que é o porto de Atenas, o golfinho perguntou ao macaco:

- "Você é ateniense?"

O macaco respondeu:

- "Sim, eu vim de uma família muito nobre."

Continuou o golfinho:

- "Então, você deve conhecer o Pireu."

O macaco pensou que ele estava se referindo a alguma pessoa importante ou parecido, então respondeu:

- "Ah, sim, ele é um velho amigo meu."

Ao perceber sua hipocrisia, o golfinho ficou tão enojado que mergulhou para o fundo e o infeliz macaco foi rapidamente afogado.

Moral da história: A tolice revela o mentiroso.

Plano de assinatura do Kindle