O LUTO E SUA PARTE

Quando Júpiter estava atribuindo aos vários deuses seus privilégios, aconteceu que o Luto não estava presente com o resto, mas quando todos tinham recebido sua parte, ele também entrou e reivindicou seu direito.

Júpiter não sabia o que fazer, pois não havia mais nada para ele. Então, ele decidiu que a ele deveriam pertencer as lágrimas que são derramadas pelos mortos.

Assim acontece com o Luto o mesmo que acontece com os outros deuses. Quanto mais devotamente os homens lhe renderem o que lhe é devido, mais generoso é ele em lhes dar o que tem.

Não é bom, portanto, lamentar por muito tempo sobre os falecidos, caso contrário, o Luto cujo único prazer é o sofrimento, será rápido para enviar novos motivos de lágrimas.

Moral da história: Evite chorar por muito tempo pelas pessoas que se foram.

Plano de assinatura do Kindle