O LEÃO, O JÚPITER E O ELEFANTE

O leão, com todo seu tamanho e força, com seus dentes afiados e garras, é um covarde em uma coisa, ele não suporta o som de um galo cantando, foge sempre que o ouve.

Ele reclamou amargamente com Júpiter por fazê-lo assim, mas Júpiter disse que a culpa não era dele, ele tinha feito o melhor que podia por ele, considerando que esta era sua única falha, ele deveria estar bem contente.

O leão, porém, não se confortava, se envergonhava tanto de sua timidez que desejava morrer. Nesse estado de espírito, ele encontrou um elefante e teve uma conversa com ele. Ele notou que o grande animal estava o tempo todo abanando as suas orelhas, como se estivesse ouvindo alguma coisa, perguntou a ele o motivo. Logo em seguida, um mosquito passou zumbindo, o elefante disse:

- "Você vê aquele pequeno inseto maldito voando? Tenho muito medo de que ele entre no meu ouvido, se uma vez ele entrar, estarei morto e acabado."

O ânimo do leão subiu imediatamente quando ele ouviu isso, disse a si mesmo:

- "Pois é! Se o elefante, enorme como é, tem medo de um mosquito, não preciso ter tanta vergonha de ter medo de um galo, que é dez mil vezes maior que um mosquito."

Moral da história: Até os mais fortes sentem medo.

Plano de assinatura do Kindle