O HOMEM QUE PERDEU SUA ENXADA

Um dia um homem estava empenhado em cavar sobre seu vinhedo, ao chegar ao trabalho sentiu falta de sua enxada. Pensando que poderia ter sido roubada por um de seus trabalhadores, ele os questionou de perto, mas todos eles negaram qualquer conhecimento sobre ela.

Ele não estava convencido por suas negações e insistiu que todos eles deveriam ir à cidade e prestar juramento em um templo de que não eram culpados do roubo. Isto porque ele não tinha grande opinião sobre as simples divindades do campo, mas achava que o ladrão não passaria despercebido pelos deuses mais astutos da cidade.

Quando entraram nos portões, a primeira coisa que ouviram foi o pregoeiro da cidade proclamando uma recompensa por informações sobre um ladrão que havia roubado algo do templo da cidade, ouvindo isso, o homem disse para si mesmo:

- "Bem, acredito que seja melhor eu voltar para casa novamente. Se estes deuses da cidade não conseguem detectar os ladrões que roubam de seus próprios templos, é pouco provável que possam me dizer quem roubou minha enxada."

Moral da história: Se não consegue resolver seus próprios problemas, dificilmente resolverá a dos outros.

Plano de assinatura do Kindle