O FAZENDEIRO E A VÍBORA

Num inverno, um fazendeiro encontrou uma víbora congelada e dormente de frio, por pena, pegou-a e a colocou em seu peito. Não demorou para a víbora ressuscitar pelo calor, mas se voltou para o seu benfeitor e lhe infligiu uma mordida fatal, quando o pobre homem estava morrendo, gritou:

- "Só tive o que merecia, por ter compaixão de uma criatura tão vil."

Moral da história: A piedade não é valorizada pelos perversos.

Plano de assinatura do Kindle