O CAVALO DE GUERRA E O MOLEIRO

Um cavalo, que estava acostumado a carregar seu dono para a batalha, sentiu-se ficando velho e optou por trabalhar em um moinho. Agora não se encontrava saindo orgulhosamente pelas batidas dos tambores, mas era obrigado a passar o dia inteiro a moer o milho.

Chorando pela sua má sorte, ele disse um dia ao moleiro:

"Ah, eu já fui um esplêndido cavalo de guerra, alegremente cativado, atendido por um empregado cujo único dever era cuidar dos meus desejos. Quão diferente é a minha condição atual! Quem me dera nunca ter desistido do campo de batalha pelo moinho."

O moleiro respondeu com aspereza:

- "Não vale a pena lamentar o passado. A sorte tem muitos altos e baixos, você deve aceitá-los quando eles vêm."

Moral da história: A vida é feita com experiências boas e ruins.

Plano de assinatura do Kindle