O CAMPONÊS E A MACIEIRA

Um camponês tinha uma macieira crescendo em seu jardim, que não dava frutos, mas apenas servia de abrigo do calor para os pardais e gafanhotos que se sentavam e chilreavam em seus galhos.

Decepcionado com a sua esterilidade, ele determinou cortá-la e foi buscar o seu machado para esse fim. Mas quando os pardais e os gafanhotos viram o que ele estava prestes a fazer, imploraram-lhe que o poupasse, disseram-lhe:

- "Se destruíres a árvore, teremos de procurar abrigo noutro lugar, não terás mais o nosso alegre chilrear para alegrar o teu trabalho no jardim."

Ele, porém, recusou-se a ouvi-los e pôs-se a trabalhar com vontade de cortar o tronco. Algumas pinceladas mostraram que era oco por dentro e continha um enxame de abelhas e um grande estoque de mel. Encantado com a sua descoberta, atirou o machado ao chão, dizendo:

- "Afinal, vale a pena manter a velha árvore."

Moral da história: A utilidade é o que faz ter valor.

Interessado em ter um livro de fábulas em casa? Na Americanas você tem várias opções.

Fábulas de Esopo