O ASTRÔNOMO

Havia uma vez um astrônomo cujo hábito era sair à noite e observar as estrelas. Uma noite, enquanto caminhava fora dos portões da cidade, olhando para cima absorto no céu e não olhando para onde ia, caiu em um poço seco.

Enquanto ele estava deitado ali gemendo, alguém que estava passando o ouviu, chegando à beira do poço e olhou para baixo, ao saber o que havia acontecido, disse:

- "Se você realmente estava olhando tão intensamente para o céu que nem viu onde seus pés estavam pisando pelo chão, mereceu o que aconteceu."

Moral da história: Olhe para onde pisa.

Plano de assinatura do Kindle