A ROSA E O AMARANTO

Uma rosa e um amaranto floresceram lado a lado em um jardim, o amaranto disse ao seu vizinho:

- "Como eu invejo sua beleza e seu doce perfume! Não admira que você seja a favorita de todos."

Mas a Rosa respondeu com um tom de tristeza em sua voz:

- "Ah, meu querido amigo, eu floresço, mas por um tempo, minhas pétalas logo murcham e caem, então eu morro. Mas suas flores nunca desbotam, mesmo que seja cortada, pois são eternas."

Moral da história: Nenhuma beleza supera a eternidade.

Interessado em ter um livro de fábulas em casa? Na Americanas você tem várias opções.

Fábulas de Esopo