A ORDENHADORA E O SEU BALDE

A filha de um fazendeiro tinha saído para ordenhar as vacas e estava voltando para a leiteira carregando seu balde de leite na cabeça. Enquanto ela caminhava, começou a imaginar:

- "O leite neste balde vai me dar natas, que vou fazer manteiga e levar para o mercado para vender."

E continuou:

- "Com o dinheiro, vou poder comprar um monte de ovos, quando eclodir, produzirão muitas galinhas e por mim terei um enorme galinheiro."

E continuou:

- "Então, venderei algumas galinhas, com o dinheiro, vou poder comprar um lindo vestido que usarei na feira, todos os rapazes vão me admirar e irão querer ter um relacionamento comigo, mas irei balançar a cabeça para não ter que responder."

Envolta em seus pensamentos, ela esqueceu do balde, balançou a cabeça como havia dito e o balde de leite caiu. Todo o leite foi derramado e todos os seus sonhos desapareceram em um instante.

Moral da história: Não conte suas vitórias antes de tê-las conquistado.

Plano de assinatura do Kindle